domingo, março 11, 2007

ardeu o Rosa Damasceno


São chamas, senhor, são chamas... Do fósforo, da incúria, da cultura não ser um bem imobiliário, disso tudo e mais o resto que é legítimo pensar, disso nada sei... só sei que acabou, ardeu. Mais um. Menos um na memória, cada vez mais registo em flocos do passado, névoas fotográficas e depois o som do fósforo riscado.
(imagem dum dos blogues linkados)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home