segunda-feira, março 20, 2006

"A liberdade é..."



Liberdade é pensamento!
Sim!
Liberdade é ter sede de contentamento.
Sim!
..........
Liberdade é roçar a caneta pelo papel,
ouvir o seu ruído.
Liberdade é ditar ao mundo
e ser ouvido.
...........
Liberdade é um instinto natural
que nos consome.
É vontade que nos faz perder
o sono, a lucidez, a fome.
...........
Liberdade é respirar fundo!
É não pensar no que se diz.
Afinal de contas,
Liberdade é ser feliz!
.......................................................................
Poema feito pela minha filhota, Carla, num teste de português em que a composição tinha como tema o título. A pita tem jeito!!!
(imagem gamada aqui)

11 Comments:

Blogger MDeus said...

Viajando passei por aqui e gostei imenso, o poema está lindo e dá para pensar, uma filhota bem adulta no pensamento.
O resto do blog chamou-me a atenção especialmente pelos quadros, visto que de à um ano a esta parte estou em aulas de pintura, gostei muito dos seus e da forma como os partilha...
Encontrei-o no NKHULULEKO, será que temos Moçambique também em comum???
Um bom dia para si.
Maria de Deus

6:12 da tarde  
Blogger Carlos Gil said...

Obrigado pelo comentário ao poema da Carla, Maria.
E sim, vivi em Moçambique. No blogue do André está lá um link para um blogue meu anterior a este, o Xicuembo (que foi 1, 2 e 3), onde, de vez em quando, recordei esse meu outro país. Quanto às pinturas... estou a aprender o abecedário da cor, e é empolgante :-)

9:08 da tarde  
Blogger Anamargens said...

Carlos, estou maravilhada.
Depois dos dotes literários e pictóricos do pai, chega-nos a beleza da composição da Pitinha.
Será, certamente, dentro da ideia de "filho de peixe, sabe nadar".
Parabéns aos dois.

9:35 da tarde  
Anonymous IO said...

A filha deu apenas mais um passo, de qualidade, no caminho a que já nos habituou. Parabéns à Carla e aos 'encarregados' de Educação. Beijo, IO.

12:06 da manhã  
Blogger Carlos Gil said...

Ana e Isa: vocês são suspeitas ;-)
...mas que fico babado com o q estou a ler, isso é que ainda não tinha contado a ninguém lol
smack às duas, já agora um para a Maria (sabes o que é um mangusso?) e deixo mais aqui uns pouquitos para alguma outra 'pitinha' que anda aqui a languçar

12:36 da manhã  
Blogger th said...

Não penses que os créditos são todos para ti. A Paula, como mãe, merece a grande parte, Carlita àparte que essa é a grande merecedora dos nossos aplausos.
Mulheres uni-vos, que a hora é chegada! th

8:46 da manhã  
Blogger Anamargens said...

Th, está cheia de razão. Volto para reparar a injustiça: lá porque a Mãe não mostra aqui os dotes artístico/literários, valem os belíssimos dotes de saber ser Mãe. São sempre os mais preciosos.
Parabéns também à Mãe da Carla.
Mulheres unidas, jamais serão vencidas ;-)

3:02 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

E a liberdade está passar por aqui...lálálá
É assim mesmo Carlita! Parabéns e aos papás babados também é claro.
beijinhos.Elsa.

5:54 da tarde  
Blogger Carlos Gil said...

Th, Ana (bis) e Elsa: a ger~encia da super-produção agradece, sensibilizada, reconhecida e até emocionada. É que é aproveitar estes tempos que passam num instante, mais um anito ou dois e andarei aqui a lamuriar-me com as independências da pita, adivinho...
Aproveito p contar uma: antes de ontem e ontem dei-lhe as 1ªs aulas de condução auto; claro que o ponto de embraiagem é o grande problema, mas já faz uns arranques à Senna que é qualquer coisa lol! só para ver a alegria dela valeu a borracha queimada e a embraiagem com tal ataque, acreditem! e pus-me a pensar, eu, na idade dela, 13, que me iniciei no volante às escondidas do pai e, até, com a focinheira do Simca Aronde colada à parede da garagem - a embraiagem, é sempre a mesma m..., eu nessa idade devia explodir de prazer quando punha as mãos no volante! (agora anda c a ideia de ter uma motorizada, já lhe disse que sim mas só quando tiver idade p tirar a liecnça. estou fiado que é só aos 16, mas ela já andou a fazer perguntas e já me assoprou que há quem diga que é aos 14... aiaiai tou lixado). Beijokas às tr~es, a Carla já cá andou a cuscar e, viu-se..., ficou assim a modos que inchadita eheh ;-)

12:18 da manhã  
Anonymous lua branca said...

Imagino-me uma flor
no jardim dos teus dias
Com o ser vestido de fantasias
danço no palco da ilusão

Faço um tributo ao coração
diante da cruz da dor
Rezo o terço da paixão
no templo profano do amor

Com um fogaréu de desejos
da rubra boca da solidão
Sinto os imaginários beijos
queimando como um vulcão

10:24 da manhã  
Blogger MDeus said...

Alô Carlos, pois eu nasci na lindíssima Lourenço Marques, vivia na Malhangalene, Rua do Faro, ái que saudades..., mas não sei o que é um mangusso!!! Mas já agora fico à espera de saber!! Eu saí de lá com 13 anos, idade da Carla, perdi muito de África...mas vou tentar recuperar um dia... Parabéns muito devidos à mãe, que eu sei dar o valor porque tenho três filhotes e mãe é sempre mãe.
Beijinhos para vocês, isto da realidade virtual tem a sua graça, conhecermo-nos sem nos conhecermo-nos.

Maria

:)

8:14 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home