sábado, março 17, 2007

Ota vs Rio Frio

Há que dizê-lo: o que tramou Rio Frio (e nos irá tramar, suportes do Orçamento) foram os passarinhos e os sobreiros, entalhes dourados na nova ara do políticamente correcto, esse missal sempre em voga que se cita, usa e abusa de joelhos voluntariamente dobrados.
Cravinho e Mário Lino, Guterres ou Sócrates, são apenas seus sacerdotes: quem vai à missa somos nós, os fiéis, seu natural contribuinte e ideológico suporte justificativo.
(casalito voador daqui)

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Tramádos estamos nós (PORTUGUESES/MOÇAMBICANOS) que continuamos no nosso CURSO de EXPLORÁDOS.
Se os SACERDOTES não sabem dar MISSA, que vão para o RAIO que os PARTA.
RIO FRIO não foi tramádo , mas em consequência de interesses POLITICOS/IMOBILIÁRIOS querem a todo o custo a OTA.
Existem muitos terrenos impróprios para CONSUMO.
touaqui42

1:56 da tarde  
Blogger ELCAlmeida said...

... ou será porque na zona da OTA estão proprietários lusófonos, mas estrangeiros, que ultimamente estão muito na berra, pelo menos via familiares.
Da fama, e, segundo parece, do proveito, não se salvam.
Cmpts
EA

12:16 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home