terça-feira, janeiro 02, 2007

Imperador de estradas estratosféricas





... preferencialmente na Côte d'Azur.

Foram mostradas as primeiras fotos oficiais do novo Rolls Royce cabriolet, chamado de "Phantom Drophead Coupe". Além das fotos que divulgo, aqui e aqui há carradas delas e todas de belíssima qualidade, e muita informação além de variados e contraditórios comentários.

Que dizer? primeiro que não é carro para mim. Não me reporto só ao custo, olho mais ao 'estilo'. O Phantom Cabriolet parece-se demais com uma nave espacial (influências do ogre da casa-mãe em Munique, mr. Chris Bangle? humpff...) para me agradar. Na gama, de cabriolets familiares de excepção, ronrono com mais facilidade com o Azure da ex-irmã Bentley que com este super-electrodoméstico com capota eléctrica.

Ficam as fotos e este abanar de cabeça. Tornar-se-á facilmente uma "referência" e as primeiras centenas de unidades irão vender-se como sacos de pipocas à porta do cinema, passe o exagero pois as pipocas não têm culpas conhecidas a este... este... "arrojo" estilístico. Mas juro e sei que não estou enganado em como, daqui a três anos, as páginas web e de revistas de autos de luxo em segunda mão vão receber uma injecção de anúncios de "beautiful Phantom Drophead for sale", logo que chegar ao mercado o substituto do falado Azure mais um eventual e "assoprado" cabriolet da Maybach - esta e a Rolls Royce e a Bentley disputam a três o nicho de mercado das limousines de super luxo e carroçarias derivadas, coisa com números de vendas não tão grandes como isso e onde, habitualmente, o 'mais bem sucedido' canibaliza as vendas dos outros.

Mesmo na "alta gama" uma novidade só se aguenta e 'sai' se tiver inegáveis qualidades face às outras ofertas. O que não é o caso, culpa do design. E "aquilo", de suicida, tem lamentavelmente mais do que as portas.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home