quarta-feira, maio 17, 2006

(...)



Um blogue não é uma vida. Nem é a vida. Entendo. Também a pensar nisso estes brancos dias, todos e tantos que foram. Também como que num luto: o meu blogue preferido suicidou-se e isso magoou-me. Muito. Porque penso em mim, no meu, em mim em mim em mim, ponto.
Nesta semana escrevi sem escrever, sei lá... setenta posts? e depois? não os editei, não lhes rasurei os erros, ninguém os leu além de mim. E depois? não é assim, sempre assim? não era assim, antes? Está na altura de, talvez. E o pior, o pior de tudo, é que entendo mesmo...
(imagem daqui)

4 Comments:

Anonymous IO said...

Fica mesmo a sobrar terreno, ali onde era a ma-schamba - abraço, vamos esperar que o verde das notícias culturais da terra volte a brotar (como das outras vezes), IO.

11:43 da tarde  
Blogger Eufigénio said...

E isso é o luto Carlos Gil. Mesmo que seja apenas por um blog, e ninguém tenha morrido.

2:32 da tarde  
Blogger Anamargens said...

Tanta gente, já me apercebi, a fazer o luto da ma_schamba!!!

5:36 da tarde  
Blogger ELCAlmeida said...

E suicidou-se de tal forma que nem se consegue acedê-lo nem que seja para matar saudades e beber algumas das suas palavras.
Enfim...
Kandando
EA

12:03 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home