quarta-feira, abril 19, 2006

(...)



Dito muito rapidamente, pois até tenho vergonha do 'tão mal' que tenho tratado o blogue: estou a pintar um quadro que parecia enorme, e deu e está a dar trabalho equivalente. Daí... sorry, mas as paixões valem é por viverem-se intensamente, sugar as emoções até à última gota; depois logo se vê o que realmente há mas quando se está apaixonado curte-se, e mais nada. Senão, não vale a pena. E as horas com a tela à frente passam tão bem, evade-se, são tempos serenos em que, até, quase me esqueço de fumar. Não são só as mãos ocupadas, é também a mente que só existe para ali, a descoberta do pincel e o magnífico jogo da cor.
(a foto do meu amigo estava aqui)

4 Comments:

Blogger th said...

ACHAS QUE É PARA TER CIUMES?...LOL
HUMMMMM...

1:24 da manhã  
Blogger Carlos Gil said...

Nunca Theo! Um grande beijo para ti, musa especial do 'Carlos Gil'

1:35 da manhã  
Blogger Leonoretta said...

andava a ler um post antigo há séculos, até que me lembrei de entrar por outras vias. sou mesmo burra!
o culturalmente é para continuar com as tuas valiosas participaçoes. nao encalhes.

1:00 da tarde  
Blogger Anamargens said...

Se há paixão, nada o fará arredar!
Pincel em riste, vivendo todas as emoções. Assim é que deve ser e nenhum blogo-amigo se aborrece consigo por isso.

10:06 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home